Início Notícias Treinador do Flamengo, Jesús tem um amigo infectado com o coronavírus e...

Treinador do Flamengo, Jesús tem um amigo infectado com o coronavírus e defende a prisão de Carioca

26
0

Após o jogo, em entrevista à Fla TV (veja no topo da história) O técnico Jorge Jesús, preocupado com a situação atual, disse que perdeu um amigo em Portugal infectado pelo vírus e defendeu que a próxima rodada do Campeonato Carioca fosse adiada. Ele estava realmente confuso. O amigo está realmente em estado grave.

– Isso não é uma piada. Ele não tinha a sensibilidade do que ele era. Estou percebendo hoje. É preciso pensar aqui no Brasil que não é só em outros países. É um vírus que aparece facilmente em qualquer lugar. Isso sentimentalmente mudou a equipe. O fato de que hoje não é a multidão também mudou. Eu acho que isso terá que parar. A próxima rodada, eu acho, que não pode haver jogos de estado. Temos que defender os jogadores, eles não são super-homens.

Jorge Jesus, técnico do Flamengo - Foto: André Durão

Jorge Jesus, técnico do Flamengo – Foto: André Durão

Jesús também falou sobre os riscos que a delegação do Flamengo corre ao contrair o vírus. Nos últimos dias, o vice-presidente do clube, Maurício Gomes de Mattos, deu positivo para o Covid-19. E o gerente viajou em um avião alugado com jogadores e técnicos, após a vitória por 2 x 1 sobre o Junior Barranquilla, em jogo na Colômbia.

– O Flamengo no momento é um time que está em risco. Tivemos contato com uma pessoa, não sabemos o que pode acontecer. Espero que este seja o último jogo nesta situação que é muito difícil para todos nós.

O departamento médico do Flamengo já iniciou um trabalho preventivo para tentar impedir a propagação do vírus no meio ambiente. Além disso, o clube realizou exames preventivos de todos os membros do departamento de futebol, examinando o nariz e a garganta. Até agora, ninguém teve sintomas relacionados ao coronavírus. Os resultados devem começar no domingo.

Veja outros trechos da entrevista:

AUSÊNCIA DE DINHEIRO
Hoje tudo estava emocionalmente complicado. Eu nunca joguei sem fãs. E espero que seja o primeiro e o último jogo. É algo afetivo, que nos sentimos desconfortáveis. É a prova de que não há futebol sem um fã. Sem chance

O outro problema tem a ver com o aspecto emocional pelo qual a equipe está passando. Coronavírus, testes de equipamentos, preocupações … O que podemos ter? Nossas famílias … Tudo isso tem sido um grande problema dentro da estrutura do Flamengo. Sou portuguesa, sei muito bem o que se passa em Portugal, já perdi um amigo ( Mais tarde, o treinador se corrigiu em sua conta do Instagram e informou que o amigo está realmente em estado grave. )

ENTREGAR ATA FINAL
Esta é uma equipe que sempre acredita que pode vencer. Continuamos matando, matando … Jogamos contra um time que não tem a qualidade do Flamengo. Ele jogou perto, quase 95 minutos em sua defesa, às vezes não nos permitindo ter tanto espaço. Mas começamos a perceber o jogo dele, estávamos introduzindo novos jogadores com outras características, o que nos deu a oportunidade de mudar o jogo. E se houvesse mais tempo, marcaríamos mais gols.

Quase a primeira derrota
Hoje parecia que seria a primeira derrota do Flamengo comigo no Maracanã. O que me alimenta é que confio muito nesse time … Eu sei qual gol vamos marcar. Eu estava pensando: posso não ganhar, mas não vou perder, porque vamos marcar um gol. E logo. As coisas então vieram facilmente.

Parabenizo a equipe Portuguesa. Agora, quem joga assim pode levar mais ou menos tempo, mas nunca vence. Sempre perde Mas às vezes pode amarrar (risos).

Source link